00:19 28 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    6101
    Nos siga no

    Uma estabilização a longo prazo da situação síria será impossível se os terroristas continuarem a operar no país, segundo afirmou nesta sexta-feira o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Gennady Gatilov.

    Na última segunda-feira, Moscou e Washington chegaram a um acordo para cessar as hostilidades na Síria, de forma a garantir o envio de ajuda humanitária aos necessitados e para melhor delimitar o território controlado pelos terroristas no país, plano que foi endossado hoje pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas. 

    "Esse documento e a resolução adotada (pelo Conselho de Segurança), da qual a Rússia é coautora, devem ser aderidos rigorosamente e sem pré-condições. O processo de implementação (do cessar-fogo) deve ser controlado com segurança", destacou Gatilov, acrescentando que, no entanto, isso ainda não é uma garantia de paz para a Síria.

    "Nós acreditamos que uma estabilização a longo prazo na Síria é impossível sem a eliminação da ameaça terrorista", disse o vice-chanceler, pedindo que sejam eliminados todos os canais de financiamento de grupos extremistas no país.

    Mais:

    'Russos estão na Síria para combater terroristas, não para competir por influência'
    Ministro russo nega que Damasco tenha pedido ajuda financeira a Moscou
    Arábia Saudita posiciona forças militares na Turquia para bombardear a Síria
    Diplomata alemão: situação na Síria não melhorará de repente
    Tags:
    cessar-fogo, terrorismo, ONU, Gennady Gatilov, Washington, Moscou, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar