04:26 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    O presidente dos EUA, Barack Obama, durante encontro com o líder chinês, Xi Jinping, na abertura da COP21

    Obama: China não pode manter modelo de crescimento baseado em exportações para sempre

    © REUTERS/ Kevin Lamarque
    Mundo
    URL curta
    212218820

    O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta segunda-feira que a China já percebeu que não pode manter um modelo de crescimento baseado em exportações para sempre, mas ainda levará um tempo para mudar isso.

    Em encontro com governadores na Casa Branca, o líder norte-americano disse que parece ser tentador para Pequim resolver os seus problemas de curto prazo inundando o mercado dos EUA com produtos subsidiados pelo Estado, mas o seu governo já deixou claro que essa estratégia não vai funcionar.

    "Eles (os chineses) reconhecem que não podem sustentar para sempre um modelo de crescimento baseado em exportações, mas ainda vai levar um tempo e é tentador para eles resolver problemas de curto prazo apenas despejando um monte de produtos subsidiados pelo Estado no mercado norte-americano", declarou o presidente em resposta a uma questão envolvendo a economia chinesa.

    "Nós temos sido muito claros com eles sobre o fato de que isso não vai funcionar e de que nós vamos lançar mão de ferramentas para garantir que isso não funcione". 

    Segundo Obama, o problema em questão é similar ao da manipulação da moeda, sobre o qual os EUA também esclareceram a China quanto à necessidade de possuir um sistema monetário ordenado, com base no mercado, que não beneficie as empresas chinesas em detrimento das norte-americanas. 

    "Nesse momento, francamente, a intervenção deles é para sustentar a sua moeda, ao invés de desvalorizá-la, porque muitas pessoas se mostraram nervosas por causa da economia chinesa". 

    Mais:

    Mundo acelera desdolarização antes do colapso da economia dos EUA
    EUA incitam 'países da paz' contra mísseis de Pequim no Mar do Sul da China
    China prepara reviravolta mais política que econômica no agronegócio
    Chancelaria da China não duvida da cooperação econômica com Rússia
    Tags:
    crescimento, economia, exportações, yuan, Casa Branca, Barack Obama, Pequim, Washington, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik