16:42 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Explosão na capital da Turquia, Ancara, 17 de fevereiro.

    Militantes curdos assumem responsabilidade por ataque em Ancara

    Haluk Yavuzhan
    Mundo
    URL curta
    36176

    O grupo militante Falcões da Liberdade do Curdistão (TAK) assumiu nesta sexta-feira ser o responsável pelos ataques terroristas que sacudiram a capital da Turquia na última quarta-feira.

    "A ação foi tomada como uma vingança pelos nossos civis indefesos assassinados em porões de Cizre", afirmou o TAK através de um comunicado divulgado em seu site, ameaçando executar novos atentados. 

    No início deste mês, dezenas de civis curdos foram massacrados pelo exército turco quando tentavam se esconder em porões de edifícios da cidade de Cizre, na região da Anatólia. 

    Anteontem, um veículo repleto de bombas explodiu em uma área movimentada de Ancara, perto dos prédios do Parlamento, do Estado Maior do Exército e de um complexo de residências militares, matando 28 pessoas. Segundo o primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu, o responsável pelo ataque seria um jovem chamado Salih Necar, nascido no Curdistão sírio e supostamente ligado às Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG) e ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK). Ambos os grupos, no entanto, negaram envolvimento na ação.

    Mais:

    Inteligência alemã suspeita Turquia de desenvolver armas nucleares
    Forte explosão atinge capital da Turquia; governo diz que foi atentado terrorista
    Turquia acusa curdos de atentado em Ancara para criar ‘pretexto para invadir Curdistão’
    Tags:
    curdos, ataque, Salih Necar, Ahmet Davutoglu, Anatólia, Cizre, Curdistão, Ancara, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik