01:26 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    8342
    Nos siga no

    Um veículo sem análogos no mundo, desenhado pela holding russa Vertolyoty Rossii, realizou seu primeiro voo no Singapore Airshow 2016.

    A informação foi divulgada por representantes da holding em Singapura.

    “Este convertiplano não tripulado, sem análogos no mundo, passou mais uma série de testes, tendo realizado o seu primeiro voo. […] Empresas do setor energético e várias entidades do Estado já mostraram interesse nesta inovação única”, diz-se no comunicado.

    Visitantes cercam o helicóptero russo Ka-62 na exibição internacional HeliRussia 2012 nos arredores de Moscou, Rússia
    © AFP 2020 / NATALIA KOLESNIKOVA
    Um convertiplano é uma aeronave capaz de pousar e decolar verticalmente e em terreno curto, capaz de funcionar quer como um helicóptero convencional, quer como um avião de turboélice de alta velocidade e longo alcance.

    O interesse pode ser explicado por o novo tipo de veículo não tripulado poder ser utilizado no monitoramento do meio ambiente em regiões nas quais é impossível decolar por razão de ausência de pista, especificou a assessoria de imprensa do Vertolyoty Rossii. Além disso, o convertiplano inovador pode atingir velocidades de até 500 quilómetros por hora.

    “A aeronave pode monitorizar a poluição causada pela fumaça em florestas e áreas urbanas densas, realizar fotografia aérea, vigilância de instalações de petróleo e gás, entregar suprimentos médicos em áreas remotas”, enumerou o comunicado.

    O projeto de convertiplano foi apresentado no salão aeroespacial internacional russo MAKS 2015 e, no mesmo ano, começaram trabalhos de realização do projeto. 

    O objetivo principal dos criadores do veículo não tripulado é criar toda uma série de veículos multifunção com rotores.

    Mais:

    Empresa russa oferece ao Peru centro de manutenção de helicópteros
    Caça russo encanta em show aéreo no Bahrein
    Tags:
    convertiplano, inovação, Vertolyoty Rossii (Helicópteros da Rússia), Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar