23:46 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Riad Mohammad Haddad, embaixador da Síria na Rússia

    Síria acusa EUA de bombardear hospital apoiado pela MSF em Idlib

    © Sputnik/ Maksim Blinov
    Mundo
    URL curta
    23999535

    O embaixador sírio em Moscou, Riad Haddad, acusou os Estados Unidos de ser o responsável pelo ataque ao hospital apoiado pela organização internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) na província de Idlib, no norte da Síria, nesta segunda-feira.

    A MSF informou mais cedo que o prédio em questão, localizado na cidade de Maaret al-Nuuman, havia sido atingido por quatro foguetes nesta manhã, mas não tinha pistas de quem estaria por trás do bombardeio, rapidamente atribuído à Rússia pelo primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu. 

    "Na verdade, a Força Aérea dos EUA destruiu (o hospital). As Forças Aeroespaciais russas não têm ligação com isso. A informação da inteligência comprova", disse Haddad em entrevista a um canal de TV russo, acrescentando que as acusações contra Moscou fazem parte da propaganda de guerra ocidental.

    Segundo a organização, pelo menos sete pessoas foram mortas no ataque desta segunda-feira, incluindo cinco pacientes. Outras oito estão desaparecidas. 

    Mais:

    Mídia: conflito com Turquia cria 'saia justa' para EUA na Síria
    Embaixador: Turquia quer interferir na Síria para salvar Estado Islâmico
    EUA se basearam em informações de parceiros afegãos durante ataque a hospital da MSF
    Coalizão saudita bombardeou hospital dos Médicos Sem Fronteiras no Iêmen
    Tags:
    hospital, MSF, Riad Haddad, Ahmet Davutoglu, Maaret al-Nuuman, Idlib, Turquia, Moscou, EUA, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik