11:34 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Bombardeiro russo Su-34 decola da base aérea de Hmeymim, na Síria

    Moscou critica Ban Ki-moon por comentários tendenciosos

    © Sputnik / Dmitry Vinogradov
    Mundo
    URL curta
    45471

    Moscou criticou nesta segunda-feira o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, por supostamente sair de sua posição de neutralidade ao acusar a Rússia de minar as negociações entre o regime sírio e a oposição com a sua intensificação dos bombardeios antiterroristas no país.

    "Nós sempre consideramos e continuaremos a considerar que os comentários do secretário-geral das Nações Unidas deveriam permanecer imparciais e objetivos", declarou em um comunicado o Ministério das Relações Exteriores da Rússia. "Mas não foi isso que aconteceu". 

    Na última sexta-feira, em entrevista ao Financial Times, Ban Ki-moon disse que a intensificação dos ataques aéreos russos contra os terroristas na Síria "teve um impacto muito negativo" sobre as conversações entre Damasco e a oposição. 

    Segundo o Kremlin, nessa entrevista, o secretário praticamente responsabilizou a Rússia pela suspensão das negociações em Genebra na última quarta-feira, tal qual já haviam feito o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, e o chanceler francês, Laurent Fabius.

    Mais:

    Combatentes estrangeiros na Síria são investigados por crimes de guerra
    Exército da Síria destrói principal campo de treinamento do Daesh em Raqqa
    EAU estão prontos a enviar tropas terrestres à Síria
    Obama quer frear campanha russa na Síria ‘de qualquer maneira’
    Tags:
    Kremlin, ONU, Financial Times, Ban Ki-moon, Laurent Fabius, John Kerry, Damasco, Suíça, Genebra, Moscou, EUA, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik