17:22 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Dois sistemas de THAAD são lançados durante um teste de interceptação bem sucedido.

    EUA querem implantar defesa antimíssil na Coreia do Sul

    © flickr.com/ Agência de Defesa contra Mísseis (ADM) dos EUA
    Mundo
    URL curta
    36429
    Nos siga no

    A China está seriamente preocupada com a possível implantação do sistema de defesa antimíssil dos EUA na Coreia do Sul, disse o Ministério das Relações Estrangeiras chinês em um comunicado no domingo (7).

    No começo do dia, Yoo Jeh-seung, vice-ministro da Defesa sul-coreano, declarou que a Coreia do Sul e os Estados Unidos concordaram em iniciar as negociações sobre a implantação do sistema THAAD (Terminal High Altitude Area Defense). Seul informou a Rússia e China com antecedência desta intenção. 

    «A parte chinesa manifesta a sua profunda preocupação com este assunto", diz a declaração.

    De acordo com o comunicado, qualquer país que busque garantir a sua própria segurança "não pode violar os interesses de outros países em matéria de segurança».

    "Nós insistimos que todos os países em causa entendem perfeitamente esta questão", acrescentou o comunicado.

    Os Estados Unidos já discutiram a implantação duma bateria do THAAD na Ásia Oriental no passado, o Pentágono disse na altura que a decisão seria tomada através de negociações trilaterais da aliança, constituída pelo Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos.

    A China e Rússia manifestaram a oposição ao controverso sistema de defesa, argumentando que este poderá perturbar o equilíbrio regional e ser usado contra os interesses chineses.

    Mais:

    Coreia do Norte não usará armas nucleares contra o Sul
    Rússia adverte Coreia do Norte contra escalada da tensão
    França pede à Coreia do Norte para evitar tensões e desistir de teste balístico
    Tags:
    sistema antimísseis, Thaad, EUA, Coreia do Sul, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar