18:24 15 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)
    13281
    Nos siga no

    Algumas rotas de abastecimento do grupo terrorista Frente al-Nusra foram destruídas pelo Exército sírio na província de Aleppo que tem a fronteira com a Turquia.

    O Exército sírio e as Forças de Defesa Nacional (FDN) conseguiram cortar algumas principais rotas de abastecimento dos militantes da Frente al-Nusra na cidade de Mayer que fica entre a cidade de Aleppo e a fronteira turca, segundo a mídia.

    Para além disso, as tropas sírias capturaram pelo menos três terroristas perto de cidade de Maarasta al-Khan, na província de Aleppo.

    Isso aconteceu depois de o Exército ter quebrado o cerco das cidades de Nubel e al-Zuhra, são povoadas principalmente por xiitas. As cidades foram cercadas em 2012, a aviação síria tem prestado munições e ajuda humanitária aos habitantes durante todo o assédio.

    Na quinta-feira (4), dezenas de militantes do Daesh foram mortos e ainda mais ficaram feridos depois de as tropas sírias e as FDN terem atacado as fortificações dos terroristas na vila de Jab al-Kol na zona sudeste da cidade de Tal Maksour, em Aleppo.

    De acordo com várias fontes, a operação militar nos subúrbios leste de Aleppo ainda não está terminada. A missão que o Exército está realizando é a de libertar a área de militantes.

    A Rússia realiza desde 30 de setembro de 2015, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, uma campanha militar para ajudar o governo da Síria a combater os avanços de grupos terroristas atuantes no país, incluindo o Daesh e a Frente al-Nusra.

    Na quarta-feira (3), o chanceler russo Sergei Lavrov, afirmou que a Rússia lutará na Síria “até o último terrorista” e afirmou que ainda não vê razões para terminar a operação aérea russa.

    Tema:
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)
    Tags:
    rota, militantes, abastecimento, terrorismo, Frente al-Nusra, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar