04:13 22 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Kobane após ataques aéreos realizados pela aviação americana

    EUA pedem que Rússia pare, mas continuam bombardeando a Síria, diz Ministério da Defesa

    © AP Photo/ Vadim Ghirda
    Mundo
    URL curta
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)
    11516

    A coalizão internacional liderada pelos EUA continua bombardeando alvos na Síria enquanto exige que a Rússia interrompa a sua própria campanha militar como parte de um acordo de cessar-fogo, segundo observou o Ministério da Defesa russo nesta quinta-feira (4).

    De acordo com a pasta, entre segunda (1º) e quarta-feira (3)os aviões da coalizão internacional infligiram 12 ataques poderosos em cinco províncias da Síria: Aleppo, Homs, Raqqa, al-Hasakah e Deir ez-Zor.

    O porta-voz do ministério russo, major-general Igor Konashenkov, observou que a Rússia tem sido acusada de atacar áreas que "nunca tiveram grupos terroristas" ao mesmo tempo em que tomava parte nos preparativos preliminares para as negociações de paz – alegação que o oficial classificou como “absurda”.

    As conversações de paz entre o governo sírio e representantes da oposição síria se iniciaram em Genebra no último dia 29 de janeiro, com a expectativa de se estenderem por 6 meses. Na quarta-feira (3), o enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, anunciou a suspensão das negociações e disse que o início de uma nova rodada havia sido marcado para 25 de fevereiro.

    Konashenkov também rebateu alegações anteriormente expressas pelo secretário de Estado norte-americano, John Kerry, observando que a coalizão liderada pelos EUA continuou seus ataques enquanto condenava os da Rússia.

    "Isto é especialmente verdadeiro a respeito de alvos fora de Raqqa, onde a aviação da chamada coalizão anti-Daesh supostamente não voa e não bombardeia", disse o porta-voz.

    Kerry dissera anteriormente que havia pedido ao ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, que a Rússia interrompesse seus ataques aéreos na Síria em meio a um cessar-fogo parcial. 

    Tema:
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)

    Mais:

    Aviação russa alvejou 900 instalações terroristas na Síria desde início de fevereiro
    Lavrov e Kerry confirmam encontro durante conferência sobre Síria em 11 de fevereiro
    Rússia lutará na Síria até o último terrorista
    Tags:
    campanha militar, coalizão internacional, ataques aéreos, bombardeios, cessar-fogo, negociações de paz, Estado Islâmico, Daesh, John Kerry, Sergei Lavrov, Igor Konashenkov, Raqqa, EUA, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik