19:28 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Barack Obama, presidente dos Estados Unidos (EUA)

    Cartaz ‘Obama assassino №1’ aparece em frente da embaixada dos EUA em Moscou

    © AP Photo/ Gerald Herbert
    Mundo
    URL curta
    242363341

    Na manhã desta quarta-feira (27) em um prédio residencial de Moscou apareceu um cartaz com a inscrição “Obama killer №1” (“Obama assassino №1”, em português) com o retrato do mencionado presidente americano.

    A ação foi realizada pela comunidade artística Glavplakat, segundo o seu site.

    ​“O cartaz de 10 metros é dedicado aos planos do governo dos EUA de efetuar mais uma invasão militar de um Estado soberano. O cartaz mostra o presidente dos Estados Unidos da América Barack Obama no estilo da sua campanha eleitoral de 2008”, escreveu a Glavplakat em seu site.

    Os artistas alegam a decisão estadunidense de enviar a 101ª divisão das Tropas Aerotransportadas dos EUA para efetuar uma operação terrestre na Síria.

    “Lembramos que esta mesma unidade realizou as principais missões em quase todas as invasões militares dos EUA nas últimas décadas. Pensamos que os soldados desta divisão são lembrados “com gratidão” pelos parentes dos milhares de mortos e feridos pelas armas americanas em todo o mundo, desde o Vietnã até os países do Oriente Médio”, diz-se no site.

    A Glavplakat, alegando dados publicados na mídia, escreve que só no Iraque 60.024 civis foram vítimas de armas ligeiras, 37.840 morreram na sequência de explosões e mais 5.648 pessoas foram mortas após ataques aéreos com uso de bombas, obuses e mísseis. 

    ​“Julgamos que mais uma operação terrestre irá resultar em baixas enormes entre a população civil, tal como já aconteceu após outras ações dos militares americanos”, concluiu a comunidade.

    A Russkaya Sluzhba Novostei também declarou que, na noite de terça (26) para quarta-feira (27), uma inscrição semelhante à da Glavplakat apareceu na própria embaixada americana. Pessoas não identificadas projetaram-na no edifício da missão diplomática com um laser verde. 

    A embaixada estadunidense informou a Russkaya Sluzhba Novostei que está investigando a informação.

    Tags:
    conflito sírio, embaixada, vítimas, Barack Obama, Síria, Moscou, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik