04:41 21 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Os soldados do exército dos EUA da 101ª Divisão Aerotransportada

    Quem vai combater no terreno pelos EUA no Iraque?

    © AFP 2017/ FILES DAVID FURST
    Mundo
    URL curta
    493980137

    O Pentágono anunciou que vai lançar em breve uma missão terrestre contra militantes do Daesh no Iraque e na Síria. A célebre 101ª Divisão Aerotransportada será a responsável pela operação.

    Na sexta-feira (22), o secretário de Defesa norte-americano, Ashton Carter, escreveu um artigo para o Politico, dizendo que é hora de acelerar os esforços militares contra o grupo terrorista Daesh. 

    Serão deslocados 1.800 soldados da 101ª Divisão Aerotransportada para o Iraque a fim de apoiar a luta contra o Daesh.

    "Eles vão ser enviados para lá com o apoio do povo americano e armados com um plano de campanha, claro, para ajudar os nossos aliados, de maneira a que a organização bárbara sofra uma derrota duradoura", escreveu Carter.

    Segundo o secretário, ele já discutiu o plano com o Comando Central e os comandantes da divisão.

    O objetivo é forçar o Daesh a sair dos seus dois centros de poder em Mosul, no Iraque, e Raqqa, na Síria, escreveu Carter.

    A 101ª Divisão Aerotransportada é uma das unidades do Exército dos EUA e tem sido usada muito em operações militares. É uma divisão de infantaria ligeira do exército, treinada para operações aéreas de assalto.

    A unidade também é conhecida como "Screaming Eagles" (Águias Gritantes). A sua base está localizada em Fort Campbell, Kentucky.

    Originalmente chamada de 101ª divisão de infantaria, a unidade foi formada em julho de 1918. Como a Primeira Guerra Mundial terminou alguns dias mais tarde, a divisão foi desmobilizada em dezembro de 1918. Em 1921, a sua base foi reconstituída e organizada em setembro de 1921 com reservistas. A divisão de reserva foi restabelecida em agosto de 1942, já com o nome de 101ª Divisão Aerotransportada.

    Durante a Segunda Guerra Mundial, a divisão era famosa por seu papel na Operação Overlord (os desembarques na Normandia, França), a Operação Market Garden, a libertação dos Países Baixos, e a sua ação durante a Batalha do Bulge, em 1944-1945.

    Durante a Guerra do Vietnã, elementos da 101ª Divisão Aerotransportada participaram em 15 campanhas. 

    A divisão também é conhecida por seu papel na Guerra do Golfo, durante a qual a divisão não perdeu nenhum soldado em ação, bem como na guerra do Afeganistão e a invasão do Iraque de 2013. Em 2014, a divisão aerotransportada foi implantada na África Ocidental para ajudar a conter a propagação do vírus Ebola.

    Atualmente, a divisão é composta por mais de 16.000 efetivos: três brigadas de infantaria, uma divisão de artilharia e uma brigada de combate da aviação. A unidade está armada com poderosos obuses de 105 mm e helicópteros de ataque AH-64 Apache.

    Segundo os especialistas, deverá ser uma operação de pequena escala já que, para uma grande campanha, Barack Obama precisará da autorização por parte do Congresso.

    Apesar das palavras de Carter sobre "o apoio do povo americano", a maioria dos americanos é contra ações militares no Iraque, que são uma reminiscência da impopular campanha iraquiana durante a presidência de George W. Bush.

    Mais:

    Estrutura da força nuclear dos EUA na Europa depende do aprimoramento da bomba B61
    EUA adotarão medidas adicionais se Moscou impedir atuação diplomática americana na Rússia
    EUA aprovam venda bilionária de armamentos para o Iraque
    Presença crescente: EUA enviam segundo porta-aviões para Ásia
    Tags:
    operação terrestre, Ashton Carter, Iraque, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik