20:43 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    021
    Nos siga no

    O presidente francês, François Hollande, anunciou nesta segunda-feira (18) um plano nacional de emergência contra o desemprego, que inclui formação, aprendizagem e subsídios para pequenas e médias empresas, segundo informou o jornal Le Figaro.

    Para implementar o plano, mais de US$ 2,2 bilhões de dólares serão investidos. O anúncio é feito com menos de um ano e meio para as eleições presidenciais de 2017. O pacote foi uma das principais promessas de campanha de Hollande em 2012, mas a crise global aumentou a taxa de desemprego na França, que atualmente gira em torno de 10%.

    "Há um caminho entre o liberalismo sem consciência e o imobilismo sem futuro", disse o presidente em um discurso anual para empresários franceses.

    Segundo Hollande, deve-se atualizar o modelo de trabalho da França com uma economia de rápido movimento, cada vez mais globalizada e digital, a fim de incentivar as empresas a contratar, bem como de capacitar meio milhão de trabalhadores.

    A ministra do Trabalho, Myriam Khomri, disse que os poucos postos de trabalho criados em 2015 e o baixo crescimento econômico "são insuficientes para inverter a curva do desemprego". 

    "Estamos em uma situação diferente da dos anos anteriores. Após vários anos de perdas de emprego, em 2015 criamos 40.000. Isto significa que há uma reativação da atividade econômica, mas ainda é uma recuperação tímida", disse Khomi, em entrevista à emissora de rádio France Inter.

    Mais:

    Hollande: ameaça terrorista continua
    Tags:
    França, François Hollande, Myriam Khomri, economia, crise, desemprego, plano, trabalho, estado de emergência, plano de emergência, emergência econômica, globalização
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar