10:31 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidente da Argentina, Mauricio Macri

    Prisão da líder indígena Milagro Sala eleva tensões contra Macri na Argentina

    © REUTERS/ Jorge Adorno
    Mundo
    URL curta
    242823135

    A prisão da ativista indígena Milagro Sala, líder da organização Tupac Amaru e deputada do Parlasul, tem elevado o tom dos protestos contra as políticas neoliberais apoiadas pelo governo de Mauricio Macri na Argentina.

    Embora a defesa de Sala tenha apresentado um pedido de habeas corpus para agilizar sua libertação, a ativista conhecida como “a magra" continua presa, desde sábado (16). Ela é acusada de “instigação ao crime e à desordem” pelo governador da Província de Jujuy, Gerardo Morales, por ter organizado um acampamento na frente da sede governamental, há pouco mais de um mês, onde várias organizações sociais protestam contra as mudanças feitas pelo governo local, aliado do novo presidente argentino Mauricio Macri, na política de distribuição de subsídios a cooperativas.

    ​Os manifestantes seguem exigindo a continuidade dos fundos que as cooperativas de trabalho vem usando há quase uma década para construir suas casas próprias e para urbanizar seus bairros, e afirmam que “a magra não deve ser deixada sozinha”.

    ​Os movimentos sociais destacam a arbitrariedade da detenção de Sala, que segundo eles constitui uma criminalização do protesto, e garantem que permanecerão unidos até que a Justiça conceda a libertação da ativista.

    "Cuidemos da ‘magra', temos que nos mobilizar mais. Façamos um grande ato com todos os distritos amanhã [hoje, dia 18]. E se os policiais não nos deixarem passar, (…) vamos voltar para casa se nos dizem não?", exortou um dos acampados, citado pela rede TeleSur, ao que os outros responderam em uníssono com um sonoro “não!”.

    Mais:

    Não tem saída: Macri vai seguir linha de Kirchner na negociação com Fundos Abutres
    Não ao ‘ajuste de Macri’: Funcionários públicos argentinos resistem à ameaça neoliberal
    Treta! Internet reage à resposta da chanceler venezuelana a Macri na Cúpula do Mercosul
    Conferência discute em Brasília 5 mil propostas pelos direitos dos povos indígenas
    Tags:
    prisão, protestos, neoliberalismo, subsídios, cooperativas, movimento indígena, movimentos sociais, Organização Tupac Amaru, Parlasul, Milagro Sala, Gerardo Morales, Mauricio Macri, Jujuy, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik