23:07 24 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Manifestação pró-independência em Barcelona, Espanha, 25 de setembro de 2015

    Novo presidente da Catalunha promete separar região da Espanha em 18 meses

    © AP Photo / Emilio Morenatti
    Mundo
    URL curta
    471

    O novo líder da Catalunha, Carles Puigdemont, prometeu que a região irá se separar da Espanha dentro de 18 meses. No domingo (11), o parlamento catalão validou a nomeação de Puigdemont como novo presidente da região. Mais tarde no mesmo dia, o líder anunciou um plano detalhado para orientar o processo de independência.

    Entre outros pontos, a estratégia prevê a adoção de leis relevantes, a criação de instituições estatais e a realização de um referendo sobre uma nova Constituição.

    O novo presidente também aproveitou seu discurso diante do parlamento catalão para dizer que a região está disposta a aceitar refugiados.

    ​Artur Más, que liderava a comunidade autônoma desde 2010, e sua coligação pró-independência Junts pel Si (Juntos pelo Sim) não conseguiram chegar a um acordo com o partido de esquerda Candidatura de Unidade Popular (CUP), grupo que também promove a independência, mas que no último dia 3 de janeiro anunciou que não iria apoiar a continuidade do governo regional liderado por Más, por considerá-lo demasiadamente conservador. 

    A situação pavimentou o caminho para a dissolução do parlamento e para a convocação de novas eleições regionais. No sábado (10), entretanto, Mas recusou-se a concorrer pelo cargo de chefe do governo autônomo catalão, a fim de evitar eleições antecipadas. Caso contrário, a Catalunha iria às urnas pela quarta vez em cinco anos.

    Mais:

    Sem Artur Más, independência da Catalunha ganha novo fôlego
    Espanha suspende independência da Catalunha
    Divórcio confirmado: Catalunha começa 'desconexão' da Espanha
    Chanceler espanhol: separatismo da Catalunha é uma revolta em grande escala
    Tags:
    governo regional, separação, separatismo, autonomia, constituição, independência, parlamento, eleições, refugiados, Candidatura de Unidade Popular (CUP), Juntos pelo Sim, Junts pel Si, Carles Puigdemont, Artur Más, Uniã, Catalunha, Espanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik