20:41 15 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Quarteto da Normandia: Vladimir Putin, Angela Merkel, Francois Hollande, e Pyotr Poroshenko.

    Acordos sobre paz na Ucrânia se prorrogam

    © AP Photo / Alexander Zemlianichenko
    Mundo
    URL curta
    581

    Segundo o serviço de imprensa do Kremlin, os líderes do Quarteto da Normandia concordaram em estender a implementação dos Acordos de Minsk para 2016 durante uma conversa telefônica sobre a situação na Ucrânia.

    O Kremlin disse nesta quarta-feira (30) que o presidente russo Vladimir Putin, presidente ucraniano Pyotr Poroshenko, chanceler alemã Angela Merkel e o líder francês François Hollande discutiram tiveram uma conferência telefônica sobre a situação atual ucraniana. 

    “Os líderes travaram uma discussão detalhada sobre a situação no sudeste da Ucrânia que permanece tensa e instável, no contexto da implementação das medidas concordadas em 12 de fevereiro 2015 em Minsk. Foi concordado estendê-los para 2016”, disse o Kremlin em um comunicado.

    As partes sublinharam a importância do trabalho do grupo de contato para garantir a resolução da crise ucraniana e concordaram que o trabalho do grupo deve ser intensificado.

    Os ministros do Exterior dos quatro países receberam as instruções de avaliar de maneira completa o estado de implementação dos acordos de paz de Minsk no início de 2016, segundo frisa o comunicado.

    A fim de buscar uma solução para o conflito, em 12 de fevereiro de 2015 representantes da Alemanha, Rússia, França e Ucrânia se reuniram na capital da Bielorrússia e determinaram a retirada de tropas, um cessar-fogo completo em Donbass e uma reforma constitucional com a entrada em vigor até o final do ano de 2015 de uma nova Constituição, com a descentralização como elemento-chave, através da assinatura dos chamados Acordos de Minsk.

    Tags:
    negociações, paz, Acordos de Minsk, implementação, Quarteto da Normandia, Pyotr Poroshenko, François Hollande, Vladimir Putin, Angela Merkel, Donbass, Alemanha, França, Rússia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar