12:10 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados iraquianos em Ramadi após recuperação da cidade de jihadistas

    Apanhado! Militares iraquianos capturam ‘ministro das Finanças’ do Daesh

    © REUTERS / STR
    Mundo
    URL curta
    5241

    Segundo o serviço de informação do Exército do Iraque, as forças de segurança capturaram com sucesso o assim chamado ‘ministro das Finanças’ quando este tentava escapar da cidade de Ramadi, recentemente liberada dos jihadistas.

    Após o cerco de Ramadi por muitas semanas, as Forças Armadas do Iraque lançaram finalmente na semana passada uma campanha para retomar Ramadi e, em 27 de Dezembro, fizeram o esforço final de capturar o complexo central da administração.

    “Os residentes de Ramadi informaram as forças de segurança que o assim chamado ministro das Finanças do Daesh estava se escondendo entre os habitantes. Este tentou escapar depois de os terroristas serem atacados, mas foi detido”, escreveu o serviço de informação no seu Facebook.

    Em 28 de Dezembro, o exército do Iraque anunciou que tinha retomado controle completo sobre a estrategicamente importante capital da província de Anbar, Ramadi. A recuperação completa de Anbar foi anunciada dois dias depois, disse a mídia alegando fontes próximas ao comando do Exército do Iraque.

    As Forças Armadas do Iraque lançaram uma ofensiva anti-Daesh em Anbar em 22 de dezembro.

    O objetivo principal da campanha era liberar Ramadi, que tinha sido ocupada pelos militantes do Daesh em maio.

    O grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e reconhecido como terrorista pelo Brasil) autoproclamou-se "califado mundial" em 29 de junho de 2014, tornando-se imediatamente uma ameaça explícita à comunidade internacional e sendo reconhecida como a ameaça principal por vários países e organismos internacionais. Porém, o grupo terrorista tem suas origens ainda em 1999, quando um jihadista da tendência salafita, o jordaniano Abu Musab al-Zarqawi, fundou o grupo Jamaat al-Tawhid wal-Jihad. Depois da invasão norte-americana no Iraque em 2003, esta organização começou a fortalecer-se, até transformar-se, em 2006, no Estado Islâmico do Iraque. A ameaça representada por esta entidade foi reconhecida pelos serviços secretos dos EUA ainda naquela altura, mas reconhecida secretamente, e nada foi feito para contê-la. Como resultado, surgiu em 2013 o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, que agora abrange territórios no Iraque e na Síria, mantendo a instabilidade e fomentando conflitos.

    Tags:
    exército, detenção, terrorismo, finanças, Daesh, Anbar, Ramadi, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik