21:57 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Líderes dos países-membros da Organisação do Tratado de Segurança Coletiva participam da cúpula em Moscou, 21 de dezembro de 2015

    'Atitude turca em relação ao Su-24 não contribui para luta antiterrorista'

    © Sputnik / Aleksei Druzhinin
    Mundo
    URL curta
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    663

    A posição da Turquia relativamente ao abate do Su-24 russo não contribui para a luta contra o terrorismo e a regularização da situação na Síria, disse o presidente da Armênia, Serj Sargsyan na segunda-feira (21).

    Depois da cúpula da Organização do Tratado de Segurança Coletiva, que se realizou na segunda-feira (21) em Moscou, o presidente da Armênia, Serj Sargsyan, disse que os líderes dos países-membros da organização discutiram o incidente com o avião militar russo Su-24 abatido pela Força Aérea turca.

    “Este passo da Turquia não contribui para a consolidação dos esforços internacionais destinados a combater o terrorismo, regularizar a situação na Síria e reestabelecer a paz na região”, afirmou o presidente armênio.

    Sargsyan também expressou, da parte de toda a organização, o apoio à Rússia em relação ao incidente do Su-24.

    “Nós, como aliados da Rússia, expressamos solidariedade e apoio a Moscou no que respeita a este incidente”, disse o presidente armênio.

    As relações entre a Rússia e a Turquia se agravaram depois que, em 24 de novembro, um avião militar russo Su-24 caiu na Síria depois de ter sido derrubado por um caça turco F-16. Ancara disse que o ataque foi uma resposta à alegada violação do espaço aéreo turco pelo bombardeiro russo. O Estado-Maior da Rússia e o Comando da Defesa Aérea da Síria afirmaram repetidamente que o Su-24 russo não entrou no espaço aéreo da Turquia.

    Tema:
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    Tags:
    apoio, avião, Su-24, Serj Sargsyan, Armênia, Turquia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar