02:25 21 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, irá participar da próxima reunião de cúpula do Mercosul, que acontecerá na segunda-feira (21), em Assunção. A confirmação da presença do líder venezuelano foi feita pelo Embaixador do país no Paraguai, Alfredo Murga.

    Na próxima cúpula do bloco de nações sul-americanas, o Uruguai assumirá a presidência do grupo, atualmente sob a responsabilidade paraguaia. Os líderes devem discutir, em especial, questões técnicas sobre a implantação de um acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia.

    Murga afirmou que um pedido argentino de exclusão da Venezuela do bloco não está na agenda. O novo presidente da Argentina, Mauricio Macri, afirmou logo após se eleger que faria a solicitação de saída venezuelana na reunião de cúpula do Mercosul alegando a “cláusula democrática” do grupo por conta de “perseguição a opositores”.

    No entanto, o chefe de Estado recuou de sua afirmação e disse que faria o pedido. Murga afirmou que “espera que a cimeira aconteça da forma mais positiva possível”. Ele destacou que a recente derrota do governo venezuelano nas eleições parlamentares do país mostra que a Venezuela é um Estado democrático que respeita as decisões do povo.

    “Não há presos políticos na Venezuela. Há políticos presos por cometer crimes. E isto não é um problema do executivo, mas dos tribunais”, afirmou o embaixador venezuelano.

    Mais:

    Rússia espera que UEE e Mercosul assinem acordo de cooperação em 2016
    Brasil define como prioridade o acordo entre Mercosul e União Europeia
    Mercosul anuncia acordo de livre comércio com União Europeia
    Tags:
    Venezuela, Argentina, Paraguai, Uruguai, Brasil, Assunção, Nicolás Maduro, Mauricio Macri, Alfredo Murga, Mercosul, União Europeia, cláusula democrática, exclusão, agenda, presença, cúpula, livre comércio, acordo, perseguição, presos políticos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar