01:28 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    121
    Nos siga no

    A polícia austríaca prendeu em um centro de acolhimento de imigrantes na cidade de Salzburgo dois suspeitos de terrorismo com passaporte sírio que se faziam passar por refugiados, segundo noticiaram meios de comunicação locais.

    Os dois suspeitos teriam ligações com os terroristas do Daesh (autodenominado Estado Islâmico) responsáveis pelos ataques em Paris em 13 de novembro.

    A polícia disse que os dois foram presos em um centro de acolhimento de refugiados, sob suspeita de pertencerem a uma organização terrorista.

    O jornal Kronen Zeitung relata que os suspeitos são cidadãos franceses que em outubro entraram na Áustria na mesma célula terrorista que realizou os atentados de Paris, o que leva as autoridades a acreditar que o número de jihadistas infiltrados entre os refugiados pode ser maior.

    A publicação aponta que ambos tinham um passaporte sírio, diziam ser refugiados e chegaram ao país ocultos entre centenas de milhares de migrantes e refugiados provenientes da Grécia através da rota dos Balcãs.

    Ainda segundo o jornal, um dos franceses é de origem argelina e o outro, de origem paquistanesa. Ambos estão sendo interrogados pelos serviços de inteligência austríaco e francês.

    As autoridades austríacas querem descobrir se os supostos terroristas aguardavam ordens, se eles tinham a intenção de atacar e onde.

    Viena declarou estado de emergência.

    Mais:

    Coalizão islâmica contra Daesh é instrumento para salvar regime saudita
    Por que os refugiados guardam imagens de execuções nos seus celulares?
    Merkel promete reduzir a entrada de refugiados na Alemanha
    Tags:
    ataques terroristas, célula terrorista, estado de emergência, terroristas, refugiados, ISIS, ISIL, Estado Islâmico, Daesh, Salzburg, Paris, França, Áustria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar