20:56 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    481
    Nos siga no

    O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, declarou nesta quarta-feira (16) que as sanções russas podem ser revistas nos próximos meses.

    "Está claro que nós temos a mesma posição como toda a comunidade ocidental internacional… mas acredito que este pacote de sanções será revisto, não nas próximas horas, mas nos próximos meses", disse Renzi durante uma entrevista à mídia local. 

    "Finalmente nossa posição de que devemos renovar as discussões com a Rússia tem prevalecido. Agora os Estados Unidos e a Rússia estão finalmente dialogando de novo", acrescentou.

    O vice-ministro das relações exteriores russo, Aleksei Meshkov, por sua vez, declarou que a extensão das sanções contra a Rússia serviria como prova da falta de visão da União Europeia e o seu "viés político". 

    "Isso mostra que eles estão começando a entender o quão sem sentido o confronto das sanções é. Mais cedo ou mais tarde, esse entendimento prevalecerá", acrescentou.

    Anteriormente, a Itália adiou uma decisão da União Europeia de estender automaticamente as sanções contra a Rússia, demandando que a medida fosse discutida internamente pelo bloco. 

    Mais:

    Especialistas da ONU: disparos de mísseis do Irã violaram sanções
    Mídia: posição astuta de Putin na Síria pode eliminar sanções da UE
    Opinião: Novas sanções dos EUA contra a Rússia são pouco prováveis
    Rússia pode levantar questão de sanções contra Turquia na ONU
    Tags:
    sanções, Matteo Renzi, União Europeia, Itália, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar