04:37 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    16163
    Nos siga no

    Após longa conversa com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, na terça-feira (15), em Moscou, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, demonstrou que os EUA parecem ceder em sua posição sobre o conflito sírio.

    O chanceler concedeu uma entrevista à mídia de seu país e disse que os EUA não buscam uma mudança de regime na Síria. Kerry afirmou ao canal ABC News que o governo norte-americano vê a questão síria de forma muito semelhante a Moscou.

    “Apesar das diferentes posições dos nossos países, temos mostrado que EUA e Rússia estão se movendo na mesma direção”, disse Kerry.

    No mesmo dia, o secretário de Estado norte-americano ainda se encontrou com o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov. Kerry exaltou os benefícios para o mundo quando “nações poderosas podem encontrar uma base comum”. O chanceler da Rússia reafirmou o compromisso do país com os acordos de Viena.

    Kerry também destacou que o Daesh (também conhecido como Estado Islâmico, grupo terrorista proibido na Rússia) era uma ameaça para todas os países. “São os piores terroristas. Não deixam escolha para as nações civilizadas a não ser se unirem e destruí-los.”

    Mais:

    Candidato à presidência dos EUA: é impossível derrubar Assad
    EUA agradecem à Rússia por cooperação na Síria
    Quando Daesh for derrubado, EUA ajudarão rebeldes a combater Assad e Rússia?
    Tags:
    regime, posições, mudança, conversa, terroristas, encontro, reunião, ameaça, Daesh, Estado Islâmico, Sergei Lavrov, John Kerry, Vladimir Putin, Síria, Moscou, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar