21:24 18 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    108694
    Nos siga no

    Se os navios turcos continuarem a violar os regulamentos internacionais e a abordar navios russos sem seguir os procedimentos adequados, a Marinha russa deve agir de acordo com as leis marítimas em vigor, declarou hoje (13) o vice-presidente da Comissão de Assuntos Internacionais do parlamento russo, Leonid Kalashnikov.

    "Se a embarcação turca devia executar certas exigências, as quais tinham que ser cumpridas naquele momento e [a embarcação] não as executou, então nós [a Rússia] não devemos hesitar e agir de acordo com as leis prescritas por coisas pelas quais nós estamos aqui, é isso", disse o parlamentar.

    De acordo com Kalashnikov, tais ações só agravam as relações entre a Rússia e a Turquia, que já são tensas no momento.

    De manhã, a tripulação da fragata russa "Smetlivy", navio de escolta na parte norte do Mar Egeu, avistou um arrastão turco que se aproximava a uma distância de um quilômetro. O arrastão não entrou em contato por rádio com o navio russo e não respondeu aos sinais luminosos emitidos.

    Enquanto o navio turco estava se aproximando do navio de escolta russo, foram feitos disparos a uma distância de cerca de 600 metros para evitar a colisão. Foram utilizadas armas de fogo, tendo os disparos sido feitos a uma distância segura de maneira a não atingir o navio, destacou o Ministério da Defesa russo.

    De acordo com a pasta, imediatamente após os disparos, o navio de pesca turco mudou o seu curso e, sem entrar em contato com a tripulação russa, prosseguiu a navegação, passando pela fragata russa a uma distância de 540 metros. Após o incidente, o adido militar na embaixada turca em Moscou foi convocado com urgência pelo Ministério russo da Defesa.

    O incidente acontece em meio às tensões russo-turcas após a derrubada do Su-24 russo pela Força Aérea turca sobre a Síria, em 24 de novembro.

    Mais:

    Aliados da Rússia ‘viram as costas’ à Turquia
    Iraque fará queixa à ONU sobre invasão turca
    Enigma de Erdogan: Turquia não tem alternativa para gás russo
    Tags:
    disparos, navio, fragata, Smetlivy, Ministério da Defesa, Mar Egeu, Turquia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar