12:14 20 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0321
    Nos siga no

    O chefe da Organização Badr do Iraque, Hadi al-Ameri, afirmou nesta segunda-feira (7) que suas forças estão preparadas para atacar bases militares e tropas turcas em território iraquiano, segundo publicou o site Al-Mosle. Ele disse que destruirá todos os tanques da Turquia caso estes veículos não se retirem da cidade de Mosul.

    No domingo (6), o porta-voz das Forças de Mobilização Popular do Iraque, Karim al-Nouri, disse à agência iraniana FARS que as declarações do secretário de Defesa norte-americano, Ashton Carter, de que os EUA enviariam tropas de elite para o Iraque para combater o Daesh (também conhecido como Estado Islâmico, grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) tinham o objetivo de diminuir o sucesso da coalizão dos militares russos, sírios, iranianos e iraquianos.

    Al-Nouri destacou que o quarteto de países vencerá o Daesh. Ele disse ser muito estranho o anúncio de Carter, uma vez que o grupo jihadista está em colapso, e deixou no ar as verdadeiras intenções dos EUA ao enviar militares para o Iraque.

    “Quando o Daesh estava muito perto de Bagdá, nenhum dos países ocidentais fez algo para impedir o grupo terrorista. Agora eles afirmam estar dispostos a tomar medidas. Devem, portanto, estar de má intenção”, afirmou al-Nouri.

    A Organização Badr (originalmente Brigada Badr) é o braço armado do Conselho Supremo do Iraque e surgiu há duas décadas, tendo se formado no exílio, a partir do Irã, durante o governo Saddam Hussein. As Forças de Mobilização Popular reúnem aproximadamente 40 milícias xiitas pró-governo e foi formada para combater o Daesh.

    Tags:
    EUA, Turquia, Iraque, Rússia, Síria, Irã, Bagdá, Washington, Mosul, Saddam Hussein, Karim al-Nouri, Ashton Carter, Hadi al-Ameri, Organização Badr, Brigada Badr, Forças de Mobilização Popular, Daesh, Estado Islâmico, Conselho Supremo do Iraque, tropas, militares, má intenção, envio, bases militares, atacar, preparação, coalizão, colapso, invasão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar