00:10 23 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    8182
    Nos siga no

    O líder checheno, Ramzan Kadyrov, declarou que a CIA está por trás da execução de Magomed Khasiev, que foi executado pelo grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico).

    "O assassinato de Magomed Khasiev é uma campanha de propaganda da quadrilha satânica e seus patronos de agências de inteligência ocidentais. Não temos motivos para dizer que ele era um oficial da inteligência. É muito provável que ele tenha sido atraído pelas fileiras do Daesh por engano”, disse Kadyrov na página da sua rede social.

    “Após o desembarque, tendo visto a verdadeira face dos bandidos, ele poderia — até mesmo privadamente ou em uma conversa telefônica — ter expressado sua opinião sobre eles. Provavelmente, isso que custou a vida de Magomed. Nós podemos dizer com um certo grau de confiança que mão da CIA atuou ali”, disse o líder checheno. 

    Ele lembrou que os terroristas espancaram brutalmente seus cúmplices ao tentar extrair uma confissão e, em seguida, os executaram. Práticas semelhantes foram usadas por terroristas internacionais que operavam na Chechênia.

    Magoem Khasiev, que se intitulava Yevgeny Yudin até 2012, nasceu na região russa de Cheliabinsk, e foi posteriormente adotado por uma mulher chechena de quem ele herdou o sobrenome. 

    “Nós faremos todos os esforços possíveis para descobrir a verdade. Se ele não foi um militante do Daesh, os responsáveis pela sua execução serão punidos como eles merecem”, completou Kadyrov.

     

    Mais:

    Grã-Bretanha manteve ataques contra Daesh (EI) na Síria durante a madrugada
    Putin discute com Conselho de Segurança meios de barrar o financiamento do Daesh
    Como é que a Turquia negocia com Daesh?
    Alvo final da célula afegã do Daesh é a Rússia
    Tags:
    execução, Daesh, Estado Islâmico, Ramzan Kadyrov, Chechênia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar