00:04 22 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    7420
    Nos siga no

    O governo sueco ameaça iniciar processos penais contra os “jihad-turistas”. Segundo o jornal Dagens Nyheter, desde 1 de abril os que vão ao estrangeiro para efetuar ou participar de preparação de atos terroristas correm o risco de ir para a prisão por, pelo menos, dois anos.

    Segundo a informação da polícia sueca, cerca de 300 cidadãos suecos já partiram para a Síria e para o Iraque para se juntar às fileiras do grupo terrorista Daesh (também conhecido como “Estado Islâmico”).

    As pessoas que participam de programas de treinamento para terroristas podem ser condenadas a dois anos de prisão e as que já cometeram crimes podem ser condenadas a até seis anos de prisão.

    O ministro da Justiça da Suécia, Morgan Johansson, já avisou que para a identificação desses criminosos serão usados vários meios técnicos e de vigilância como escutas e câmeras.

    Neste momento, porém, a situação real não corresponde completamente às declarações ameaçadoras das autoridades suecas. Como é possível mudar o estado atual das coisas de maneira rápida e cardinal quando os simpatizantes do Daesh podem não só partir sem obstáculos e lutar ao lado dos terroristas, como fazer isto com conforto e arranjando bens dispendiosos? E isso sem possuir meios próprios. Por exemplo, em emprestar um veículo 4x4 potente e seguro.

    Os jornais suecos como Dagens Nyheter e Fria Tider trazem informações sobre isso.

    Segundo os dados da polícia, recentemente dois carros suecos foram encontrados perto da fronteira entre a Turquia e a Síria. Foram veículos 4x4 equipados com motores potentes e que são capazes de transportar não somente passageiros, mas também armas pesadas como lançadores de granadas.

    De acordo com os policiais, esse não é o primeiro caso de que carros alegadamente “foram emprestados de forma fraudulenta” pelos indivíduos que depois se juntaram ao Daesh. 

    “É uma parte importante das atividades do Daesh”, disse um especialista sueco na área de terrorismo. “A posse de tal veículo eleva o estatuto [social] duma pessoa”.

    Não é nada mal ser um jihadista sueco!

    Tags:
    terrorismo, veículos, Daesh, Estado Islâmico, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar