19:32 15 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Rose Gottemoeller, secretária-adjunta para Controle de Armas e Segurança Internacional dos EUA. Foto de 2012

    Vice-secretária de Estado: EUA e Rússia devem recuperar a confiança mútua

    © AP Photo / Sergey Ponomarev
    Mundo
    URL curta
    629

    Rússia e EUA devem dar seguimento às negociações, destinada à normalizar os problemas de segurança, e recuperar a confiança mútua, disse a vice-secretária de Estado dos EUA para Controle de Armas e Segurança Internacional, Rose Gottemoeller.

    “Gostaríamos de ver mais possibilidades para discutir assuntos de segurança e estabilidade, mais chances de recuperar a confiança mútua e a oportunidade de prever as ações de cada um”, assegurou Gottemoeller em entrevista à agência Sputnik.  

    “Enfrentamos no momento muitos problemas relacionados com a Rússia na área de segurança”, destacou a vice-secretária de Estado. Ela adicionou que seria do interesse dos dois países não permitir que esses problemas se “passem do ponto”. Segundo Gottemoeller, “isso não será bom para nenhum país da Eurásia, nem será bom para os EUA, seus aliados e parceiros”.

    Os presidentes dos EUA e Rússia realizaram, nesta segunda-feira, um encontro no âmbito da cúpula da COP21. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou que sua reunião a portas fechadas com o presidente americano, Barack Obama, revelou um entendimento sobre os próximos passos a serem tomados no processo de reconciliação da Síria.

    Mais:

    Putin: Rússia respeita a coalizão dos EUA, mas espera que incidentes não se repitam
    Putin critica EUA por falta de agenda no combate ao terrorismo
    EUA adotam na Síria estratégia parecida com a usada no Vietnã
    Encontro com Obama revelou pontos de vista em comum, diz Putin
    Obama aprovou o orçamento de defesa dos EUA para 2016 no valor de U$607 bi
    Tags:
    segurança, COP21, Departamento de Estado dos EUA, Barack Obama, Vladimir Putin, Rose Gottemoeller, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar