04:34 20 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Papa Francisco visita um templo Valdense em Turim.

    Suspeitos de ameaçarem o Papa Francisco são presos na Itália e no Kosovo

    © REUTERS / Osservatore Romano
    Mundo
    URL curta
    432

    A polícia italiana está realizando uma operação de contraterrorismo de grande escala nesta terça-feira (1), com a ajuda das forças de segurança do Kosovo, contra cidadãos kosovares suspeitos de ameaçarem o Papa Francisco na Internet.

    “Lembrem-se de que não haverá outro Papa depois deste. Será o último”, os acusados teriam publicado na web.

    Até agora quatro pessoas foram presas, segundo a imprensa italiana, três suspeitos na Itália. Um quarto, que seria o líder do grupo, teria sido capturado no Kosovo pelas forças de segurança locais. As acusações são, também, de apologia ao terrorismo e incitação ao ódio racial.

    Os agentes começaram a rastrear os suspeitos depois de identificar as suas fotografias utilizando mensagens na Internet. Eles posaram com armas e roupas populares entre os militantes do Estado islâmico.

    Kosovo tem sofrido uma série de incidentes envolvendo extremistas islâmicos. Quinze imãs foram presos em 2012 sob a acusação de recrutar militantes para a filial da Al-Qaeda na Síria, a Frente al-Nusra. Em novembro de 2014, 40 pessoas acabaram detidas sob suspeita de terem lutado para grupos extremistas no território sírio.

    Mais de 200 kosovares se juntaram ao Estado Islâmico, de acordo com o Centro de Estudos de Segurança kosovar.

     

    Tags:
    extremistas, militantes, suspeitos, prisão, incitação, ódio racial, ameaça, terrorismo, Internet, Estado Islâmico, Frente al-Nusra, Al-Qaeda, Papa Francisco, Síria, Itália, Kosovo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik