05:18 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Ali Akbar Velayati, assessor político do líder supremo iraniano.

    Teerã: Futuro do Oriente Médio depende de uma aliança entre Rússia, Síria e Irã

    © AP Photo / Hussein Malla
    Mundo
    URL curta
    5150
    Nos siga no

    O assessor político do líder supremo iraniano, Ali Akbar Velayati, afirmou à TV libanesa que o ataque turco a um caça russo contradiz os interesses do Oriente Médio. Ele destacou que um futuro de estabilidade da região depende da aliança entre Rússia, Síria e Irã e observou que Teerã deseja frear a escalada de violência.

    “O ataque ao avião russo não é do interesse da região. Queremos parar esta escalada… O futuro da região depende de uma aliança entre a Rússia, a Síria e o Irã e esperamos que isso leve à paz”, afirmou o assessor iraniano a al-Mayadeen Television.

    Velayati acrescentou que, se as negociações em curso em Viena falharem em se chegar a um acordo, como aconteceu nas conversações de Genebra em 2012, a resolução política da crise seria um fracasso.

    Ministro das Relações Exteriores do Irã, entre 1991 e 1997, Velayati atualmente dirige o Centro para a Investigação Estratégica no âmbito do Conselho de Discernimento nomeado pelo aiatolá. Ele assumiu em 2013, depois que Hassan Rohani, que ocupava o cargo, se tornou presidente do país.

    Em 24 de novembro, um avião de combate russo Su-24 caiu na Síria durante a realização de ataques aéreos de precisão contra alvos terroristas. Moscou informou que a aeronave foi derrubada por um míssil ar-ar disparado de um caça turco F-16 em resposta ao que a Turquia alega ter sido uma violação do seu espaço aéreo. Rússia e Síria garantem que o jato jamais deixou o território sírio.

    Tags:
    invasão, espaço aéreo, fracasso, acordo, paz, conflito, combate, derrubada, queda, caça, estabilidade, futuro, dependência, aliança, F-16, Su-24, Aiatolá Ali Khamenei, Ali Akbar Velayati, Oriente Médio, Genebra, Viena, Turquia, Moscou, Líbano, Teerã, Síria, Irã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar