17:02 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Sistemas de mísseis S-400 Triumf

    'Implantação de sistemas S-400 não impede trabalho de coalizão na Síria'

    © Sputnik/
    Mundo
    URL curta
    897582702

    O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta quinta-feira que a implantação dos seus sistemas de mísseis S-400 na Síria não representa um obstáculo ao trabalho da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos para combater o terrorismo na região.

    "Antes a gente nem tinha pensado nisso, pois ninguém imaginava que a aviação pudesse correr um risco", disse o presidente Putin, explicando que a Rússia teria empregado esses sistemas antes se soubesse que seria apunhalada pelas costas, em referência à derrubada de um jato Su-24 russo na última terça-feira por um caça F-16 da Turquia.

    Em encontro com o presidente francês, François Hollande, em Moscou, o líder russo afirmou que o sistema s-400 não está direcionado contra os seus parceiros, com os quais a Rússia está realmente cooperando na luta contra os extremistas. De acordo com ele, a utilização desses armamentos tem como objetivo proteger as aeronaves russas que participam da campanha antiterrorista na Síria. Antes do incidente com o jato das Forças Armadas russas, Moscou não via razão para ter um sistema de defesa antiaérea no território sírio, pois imaginava que os terroristas não tinham acesso a armas que pudessem derrubar aeronaves de guerra voando a altas altitudes. Mas, segundo Putin, a situação mudou significativamente nesta semana. 

    Mais:

    Putin e Hollande determinados a punir autores de atentados contra seus cidadãos
    Rússia pode contar com a França na investigação do ataque ao A321
    Turquia fez 'emboscada' ao Su-24 para proteger terroristas - professor da NYU
    Tags:
    terrorismo, F-16, Su-24, S-400, François Hollande, Vladimir Putin, Síria, EUA, Moscou, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik