03:28 18 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    941187
    Nos siga no

    Segundo leis internacionais, derrubar um caça russo em espaço aéreo sírio é um ato de guerra por parte da Turquia, disse à Sputnik o especialista jurídico Alexander Mercouris.

    Derrubar o caça russo Su-24 no espaço aéreo sírio foi um ato agressivo que constitui ato de guerra sob leis internacionais, afirmou à Radio Sputnik o especialista jurídico Alexander Mercouris.

    "Se a aeronave estava em espaço aéreo sírio, então em termos legais internacionais, trata-se de um ato de guerra porque a Turquia invadiu o espaço aéreo sírio e derrubou uma aeronave dentro da Síria e que operava com permissão do governo sírio", declarou Mercouris.

    As ações da Turquia, convocando o embaixador russo e iniciando uma reunião na OTAN em vez de contactar Moscou, são parte da estratégia do governo para reforçar sua posição, com a ciência de que o avião foi abatido em espaço aéreo sírio e não turco, como alegam as autoridades da Turquia.

    "Isso, de fato, são os turcos procurando uma cobertura", disse o especialista. "É um reflexo da pressão que o governo turco está sofrendo porque estão vendo sua política na Síria se dissolver."

    Embora a Turquia possa esperar manifestações públicas de apoio vindas de seus aliados na OTAN, longe dos microfones os aliados devem expressar suas preocupação com a postura mais agressiva da Turquia.

    "Já há preocupação com relação a Erdogan e suas políticas em muitos países. Acredito que isto (o incidente aéreo) só reforçará os temores."

    Tema:
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)

    Mais:

    Soldado russo morre em operação para resgatar piloto do Su-24 derrubado pela Turquia
    Chefe da OTAN pede cautela após Turquia abater caça russo
    Rússia continuará operação militar apesar de incidente com Su-24
    Obama: impedir a escalada entre Rússia e Turquia é uma prioridade-chave
    Milos Zeman: há suspeitas de que Turquia coopera informalmente com Estado Islâmico
    Tags:
    abatido, caça, ato de guerra, espaço aéreo, incidente aéreo, Su-24, OTAN, Recep Tayyip Erdogan, Alexander Mercouris, Turquia, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar