07:50 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    4171
    Nos siga no

    Os terroristas estão cientes de que atacar o mundo dividido será muito mais fácil, por isso a comunidade internacional deve entender que o tempo dos confrontos passou, disse o vice-presidente da Duma do Estado (câmara baixa do parlamento russo), Nikolai Levichev.

    Mais cedo, o jornal The Wall Street Journal, citando funcionários e diplomatas europeus, disse que a União Europeia está pronta para estender as sanções antirrussas, adotadas em resposta à crise ucraniana. Estão elaboradas as três opções de prorrogação das sanções, incluindo a extensão das medidas restritivas para mais quatro meses.

    "Qualquer opção de prorrogação das sanções antirrussas ajudará o Estado Islâmico. Os terroristas estão sonhando com o mundo dividido, que seria muito mais fácil de atacar", disse à RIA Novosti o deputado russo.

    De acordo com o deputado, os ataques terroristas dos últimos meses devem convencer os políticos europeus que a época das confrontações está no passado. "A comunidade internacional está passando por uma prova de capacidade de encontrar soluções comuns e responder em conjunto aos desafios globais", acredita Levichev.

    "Os funcionários da Duma do Estado da Rússia e do Conselho da Federação [respectivamente, as câmaras baixa e alta do parlamento da Federação da Rússia] não se podem comunicar de forma eficaz com os seus homólogos europeus, desde que a entrada na UE para eles é proibida. Mas o fato é que os terroristas com armas e explosivos, facilmente entram na União Europeia. Aparentemente, eles são mais bem-vindos na Europa do que os colegas russos", disse Levichev.

    "Os terroristas tentam alcançar o objetivo de quebrar os laços políticos, econômicos e culturais entre o nosso país e a União Europeia. Quantas mais bombas devem explodir nas ruas de cidades europeias para que a Europa realize — seu inimigo não é a Rússia", frisou Levichev. 

    Mais:

    FBI alertou sobre possíveis alvos de terrorismo em Roma e Milão
    Senadora defende urgência na aprovação do projeto que tipifica o terrorismo no Brasil
    Tags:
    sanções, ataques aéreos, atentado, terrorismo, Estado Islâmico, Rússia, Europa, União Europeia, UE, Mundo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar