03:44 28 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    281
    Nos siga no

    O representante permanente da Rússia na OTAN, Aleksandr Grushko, declarou que a organização dispõe de recursos muito limitados para enfrentar as ameaças do terrorismo, o que explica porque a França não solicitou apoio à Aliança na sequência dos ataques terroristas em Paris.

    “Em geral a OTAN dispõe de recursos bastante limitados para deter a ameaça do terrorismo, como se sabe, não participa praticamente como organização nas atividades antiterroristas, e os assuntos referentes à luta contra o terrorismo fundamentalmente acabam sendo uma competência das instituições do interior”, disse Grushko. 

    Anteriormente, o secretário-geral da Aliança, Jens Stoltenberg, anunciou após os ataques terroristas a França não solicitou ajuda da OTAN, possibilidade que existe nos termos do artigo 5 do Acordo de Washington, que pressupõe uma resposta conjunta em caso de agressão contra um dos aliados.

    Stoltenberg ressaltou que os países da OTAN apoiam a França.

    O representante permanente da Rússia lembrou que até agora há apenas um caso de aplicação do artigo 5 do Acordo de Washington conhecido.

    "Isto aconteceu em 11 de setembro de 2001, e não foram os EUA que solicitaram o artigo 5, país que sofreu os ataques terroristas, mas os seus aliados europeus", explicou. 

    Anteriormente a França havia solicitado ajuda à União Europeia em relação aos ataques terroristas em Paris. 

    Segundo a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, os ministros da Defesa de todos os países da União Europeia estão disposto a apoiar as autoridades francesas. 

    Uma série de atentados com tiroteios e tomada de reféns teve lugar em Paris na sexta-feira, 13 de novembro. Entre os locais atacados estavam várias ruas da capital, o teatro Bataclan, perto do centro, e o Estádio de França (Stade de France), ao norte da cidade. Segundo os últimos dados, os atentados mataram 132 pessoas. É o pior atentado da história francesa.


    Mais:

    Rússia pode ter usado na Síria míssil nunca antes mostrado (VÍDEO)
    Lavrov: morte de russos a bordo do A321 é equivalente a ataque ao país
    Rússia cria órgão para combater financiamento do terrorismo
    Estado Islâmico promete 'não economizar' sangue cristão
    Voos dos EUA para Paris são desviados após ameaças de bombas
    Medvedev: após os ataques terroristas, o isolamento da Rússia pelo Ocidente é estranho
    Tags:
    atentado, terrorismo, OTAN, Aleksandr Grushko, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar