01:28 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (177)
    10171
    Nos siga no

    Apesar da contração do PIB, a economia da Rússia vê crescimento nos setores manufatureiro e agrícola, o que prova a resiliência do país apesar de sanções e do baixo preço do petróleo.

    Eliminação dos produtos embargados na região da cidade russa de Belgorod.
    Escritório de Rosselkhoznadzor na região de Belgorod
    A economia russa foi atingida pelas sanções ocidentais, que já duram 16 meses, e pela queda do preço global do petróleo, afirma o analista Kenneth Rapoza em um artigo publicado na revista Forbes. Ele também aponta que no terceiro trimestre de 2015, o PIB russo contraiu em 4,1% em relação ao ano anterior.

    Segundo o analista de capital da Barclay’s Daniel Hewitt, este ano o PIB da Rússia deve cair outros 4%, mas a recessão terminará no ano que vem se os preços do petróleo começarem a subir. Alguns especialistas, no entanto, afirmam que o valor do petróleo seguirá estável, subindo não mais do que US$ 10 por barril nos próximos dois anos. 

    A atividade industrial da Rússia parou de diminuir, mesmo com o setor de serviços continuando a cair por causa da falta de demanda — provocada principalmente pela inflação de quase 15%.

    No entanto, a Forbes ressalta que muitos segmentos da economia russa viram um esboço de recuperação em setembro. A produção industrial e os investimentos cresceram, por exemplo.

    “Parece que setembro marcou o início da recuperação da economia russa”, disseram analistas bancários à revista.

    “A inflação está se estabilizando, abrindo o caminho para uma redução no ano que vem. A produção do setor básico caiu 4,3% em setembro em comparação com os 5,2% de agosto. Se essas tendências continuarem no último trimestre, o Sberbank espera ver resultados mais fortes em 2016, tornando plausível um crescimento de 2,5% do PIB em 2016”, escreve a Forbes.

    Segundo Gerardo Zamorano, administrador de investimentos da Brandes Investment Partners, a Rússia vem mostrando sua impressionante resiliência diante da queda do petróleo e das sanções.

    “Eu absolutamente acredito que é uma época interessante para investir dinheiro na Rússia agora”, disse à Forbes.

     

    Tema:
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (177)

    Mais:

    ONU lutará contra sanções unilaterais
    Irã espera o fim das sanções internacionais para estreitar laços com a Rússia
    Rússia não introduzirá mais sanções contra União Europeia
    Kremlin: Moscou espera decisão da União Europeia sobre sanções antirrussas
    Tags:
    petróleo, sanções, economia, Forbes, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar