09:59 17 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Ucrânia: campo de batalha (285)
    6434
    Nos siga no

    A situação no sudeste da Ucrânia piora apesar da trégua, declarou nesta quarta-feira o presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko.

    "As provocações contra militares ucranianos por ações subversivas, os bombardeios de nossos territórios com armas que deveriam ter sido retiradas há muito tempo, o acesso negado à Missão Especial de Observação da OSCE (…) evidenciam que os riscos e ameaças à segurança nacional, à soberania, à integridade territorial e à independência da Ucrânia continuam sendo muito elevados", disse Poroshenko em uma reunião do Conselho ucraniano de Segurança Nacional e Defesa (CSND).

    O líder do país denunciou um "confronto armado" que ocorreu na noite desta terça-feira entre as forças armadas do país e "grupos subversivos" das milícias de Donbass.

    Segundo Poroshenko, os militares ucranianos têm ordem de responder a ataques em caso de perigo à vida. "Não deixaremos o inimigo nos pegar de surpresa", disse o líder do país, que reiterou que a Ucrânia cumpre estritamente o acordo de paz.

    Ao mesmo tempo, Poroshenko anunciou que os gastos militares previstos da Ucrânia se baseiam em um "prognóstico relativamente otimista para o desenvolvimento da situação no leste" do país.

    O serviço de imprensa do CNSD informou à Sputnik que o órgão decidiu na reunião desta quarta-feira recomendar ao Gabinete que destine pelo menos US$ 4,4 milhões do orçamento total à Defesa.

    Em abril de 2014, Kiev iniciou uma operação militar nas províncias de Donetsk e Lugansk para apagar os focos de insatisfação pela mudança violenta de poder que ocorreu em fevereiro deste ano. Segundo dados da ONU, o conflito no leste da Ucrânia já deixou mais de 8 mil mortos e centenas de milhares de desalojados.

    Tema:
    Ucrânia: campo de batalha (285)

    Mais:

    'Entrada da Ucrânia na UE é fantasia política'
    EUA vão treinar mais militares da Ucrânia
    Lugansk: Kiev está movendo armamentos de volta à linha de contato no Leste da Ucrânia
    EUA cederão equipamentos antiartilharia à Ucrânia
    Ucrânia promove escalada da tensão na fronteira com a Rússia
    Estado Islâmico substitui Ucrânia na lista de fobias europeias
    Tags:
    violação, cessar-fogo, situação, Pyotr Poroshenko, Lugansk, Donetsk, Donbass, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar