10:24 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Pedro Passos Coelho, primeiro-ministro de Portugal

    Esquerda portuguesa derruba governo de Passos Coelho

    © AFP 2017/ PATRICIA DE MELO MOREIRA
    Mundo
    URL curta
    91778261

    Com 123 votos a favor e 107 votos contra, a Assembleia da República Portuguesa aprovou nesta terça-feira a moção de rejeição do programa de governo do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, interposta pelo Partido Socialista (PS).

    A aguardada queda da direita, organizada pelo PS com apoio de PCP, Bloco de Esquerda e PEV, abre caminho para uma mudança radical no legislativo português, refletindo o desejo manifestado pelo povo nas eleições de outubro, quando a esquerda conquistou a maioria na Assembleia. 

    Logo após o anúncio da decisão no parlamento, pelo presidente da Casa, Eduardo Ferro Rodrigues, grupos políticos entusiasmados com o resultado da votação começaram a discutir a necessidade de pressionar o presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, para que agilize a posse de um executivo legítimo, com maioria para governar. 

    De acordo com a Constituição de Portugal, não há um prazo oficial para que o chefe de Estado anuncie um novo nome para o cargo de primeiro-ministro, o que significa que o premier Passos Coelho continuará exercendo suas funções por tempo indeterminado, porém com poderes limitados pelo critério da "estrita necessidade" dos atos de sua gestão. 

    Mais:

    Partido Comunista vai integrar governo em Portugal
    Portugal não quer obedecer aos ‘interesses de Merkel, de Berlim ou de Bruxelas’
    Portugal: as eleições que abriram dois caminhos
    Tags:
    Assembleia da República Portuguesa, Partido Socialista, PEV, Bloco de Esquerda, PCP, Eduardo Ferro Rodrigues, Pedro Passos Coelho, Aníbal Cavaco Silva, Portugal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik