02:34 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Caça norte-americano F-15C

    ‘Não somos russos’: EUA gastam mais e fazem menos

    © AFP 2018 / PETRAS MALUKAS
    Mundo
    URL curta
    211826

    O Departamento de Estado norte-americano explicou que o montante total da operação militar estadunidense é maior do que o russo porque abrange todo o Oriente Médio.

    Segundo os dados de Victoria Nuland, subsecretária de Estado para assuntos Europeus e da Eurásia, que prestou durante a sessão no Congresso norte-americano na quarta-feira (4), os EUA gastam 8 milhões de dólares por dia comparando com 2-4 milhões que despende a Rússia na Síria.

    “Trata-se de 2-4 milhões (de dólares) por dia, se calhar, mais”, disse Nuland avaliando as despesas russas relacionadas com a operação aérea na Síria.

    O assessor do Secretário de Estado norte-americano pelos assuntos do Oriente Médio, Anne Patterson, destacou que os EUA gastam em ataques aéreas “de cerca de 8 milhões de dólares por dia”.

    Respondendo a um pedido de explicar por que os EUA realizam 8 vezes menos ataques aéreos na Síria que a Rússia Patterson disse, “Este montante inclui o Iraque e toda a nossa campanha aérea militar. Aliás, nós não somos os russos, temos padrões diferentes”.

    No mesmo dia, Nuland afirmou que a Rússia instalou uma unidade de artilharia na Síria sem apresentar evidências. Já nesta quinta-feira, um representante da Força Aeroespacial russa afirmou que o país instalou um sistema de mísseis antiaéreos na Síria, com o intuito de garantir segurança contra “qualquer tipo de situação de força maior”.               

    Em 26 de outubro, o Ministério da Defesa russo informou que a aviação russa atingiu 94 alvos nas últimas 24 horas, enquanto no mesmo dia os EUA realizaram 15 ataques, todos em território do Iraque. Os dados provam que a eficiência da campanha militar norte-americana no Oriente Médio está em dúvida enquanto a aviação russa desde 30 de setembro realizou mais de 1,6 mil voos alvejando mais de 2 mil.

    Há algo que o dinheiro não pode comprar... a eficiência
    © Sputnik / Vitaly Podvitsky
    Há algo que o dinheiro não pode comprar... a eficiência

    Moscou sublinha que a Rússia iniciou a sua operação aérea após o pedido do presidente sírio, Bashar Assad que significa que a operação russa corresponde às normas do direito internacional. Os EUA realizam ataques no Iraque desde agosto de 2014 e na Síria, desde setembro daquele ano sem permissão do governo sírio e recusando-se a coordenar esforços antiterroristas com o regime de Assad. As ações dos EUA e dos seus aliados provocam muitas críticas da comunidade internacional por causa da sua pouca eficiência.

    Tags:
    terrorismo, ataques aéreos, operação russa, Victoria Nuland, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik