12:43 28 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Queda do A321 russo no Egito (60)
    5193
    Nos siga no

    Um exame do local do acidente do Airbus russo indica que o avião caiu na península do Sinai, no Egito, devido a uma falha técnica.

    Foram encontrados corpos em um raio de 5 quilômetros do local da queda, disseram as fontes. O avião caiu verticalmente, o que levou grande parte dele a arder, de acordo com a Reuters.

    O acidente aéreo na península do Sinai se tornou o mais mortífero da história da aviação russa, superando o desastre de 1985 no Uzbequistão, em que morreram 200 pessoas. 

    A empresa Airbus irá fornecer todo o apoio técnico necessário às autoridades envolvidas na investigação de acidente do avião russo Kogalymavia no Egito, disse o comunicado publicado no site da filial russa da empresa Airbus.

    Algumas horas depois da catástrofe, o presidente russo Vladimir Putin ordenou a criação de uma comissão especial para investigar as causas do acidente, chefiada pelo ministro do Transporte Maksim Sokolov.

    A agência russa de transporte aéreo, Rosaviatsia, afirmou que a companhia aérea Kogalymavia será submetida a uma inspeção extraordinária.

    Não há indicações de que a Airbus russo tivesse sido abatido. O avião, que seguia a rota de Sharm El-Sheikh para São Petersburgo, desapareceu do radar em 03:21 GMT, 23 minutos após a descolagem.

    Tema:
    Queda do A321 russo no Egito (60)
    Tags:
    Sinai, Airbus, acidente aéreo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar