09:10 16 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Projeto Nord Stream (foto de arquivo)

    O gás fica em meio da demagogia política

    © AFP 2019 / JOHN MACDOUGALL
    Mundo
    URL curta
    381

    A Rússia e a Alemanha visam criar uma agência conjunta de energia para realizar juntamente o projeto de gasoduto Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2) que levará o gás russo pelo território alemão a outros países da Europa do Leste. Mas nem todos estão satisfeitos com a decisão.

    Depois de o vice-chanceler da Alemanha, Sigmar Gabriel, visitar a Rússia, tornou-se claro que Berlim está pronta para restaurar seus laços com Moscou.

    Mas a Polônia está muito insatisfeita com a decisão e o especialista polonês em política Bohdan Pietka explicou à Sputnik o por quê:

    “A posição polonesa [em relação aos projetos da Corrente do Norte 1 e 2] sempre foi negativa, mesmo que tudo estava dentro da nuvem de uma demagogia incrível, alegava-se que este é nada mais do que o novo Pacto Molotov-Ribbentrop, e que os contratos da Rússia e a Alemanha quase levarão a uma nova divisão da Polônia, política e econômica!”

    Mas na realidade, segundo o especialista, tal posição propagada pela mídia polonesa, nada mais era do que um exemplo de russofobia. 

    Enquanto muitos apoiam a ideia do novo projeto, a Polônia está contra e opina que o novo gasoduto pode minar não só a segurança polonesa, mas também a de toda a Europa do Leste.

    Segundo Bohdan Pietka, tal posição levou a nada de bom, mas só ao aumento da tensão nas relações e às tais chamadas “guerras do gás”.

    No âmbito da visita, o político alemão também se pronunciou à favor de levantamento das sanções econômicas contra a Rússia que foram introduzidas em 2014 pelos EUA e os seus parceiros europeus que alegaram o envolvimento de Moscou na crise ucraniana. As autoridades russas têm repetidas vezes declarado que a Rússia nada tem a ver com os acontecimentos no seu país vizinho e responderam com um embargo comercial.

    Tags:
    Nord Stream 2, gasoduto, Polônia, Alemanha, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar