18:25 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da Síria, Bashar Assad dá entrevista à BBC em Damasco

    Bashar Assad está disposto a participar das eleições

    © AP Photo / SANA, File
    Mundo
    URL curta
    10322
    Nos siga no

    O líder sírio está disposto a disputar a presidência se o país o apoiar, disse Assad durante o encontro com legisladores russos.

    O presidente da Síria, Bashar Assad, disse durante uma reunião com uma delegação de deputados russos em Damasco no domingo (25) que está pronto para participar nas eleições presidenciais se os sírios o apoiarem, disse um membro da delegação russa.

    "Assad disse que, se o povo sírio considerar necessário, ele poderá participar das eleições presidenciais", disse o deputado comunista Alexander Yushchenko à RIA Novosti.

    Yushchenko adicionou que, segundo presidente sírio, ele está disposto a realizar eleições presidenciais antecipadas. 

    "Todos nós temos a certeza quanto ao apoio a Assad", disse o político russo.

    Durante o encontro, as partes também discutiram a eficácia da operação das Forças Aeroespaciais russas na Síria, segundo outro deputado do PC russo, Sergei Gavrilov.

    Desde 30 de setembro, a aviação russa, após o pedido do presidente sírio, está realizando golpes aéreos contra alvos do Estado Islâmico na Síria.

    Além disso, os legisladores russos concordaram no domingo em se voltar a encontrar com o presidente sírio, Bashar Assad, em Moscou, disse um membro da delegação parlamentar russa que se encontra na Síria.

    "Nós concordámos em nos encontrar com ele [Assad] em Moscou, com o chefe do parlamento sírio e com o grande mufti da Síria," disse Sergei Gavrilov à RIA Novosti.

    O político também disse que o presidente sírio apoia a postura russa quanto à crise ucraniana.

    “Ele [Assad] disse que apoiam a nossa postura quanto à Ucrânia e expressou gratidão a Sergei Naryshkin [chefe da Duma Estatal russa] pela sua posição de princípios relativamente à Ucrânia e Síria, tomando em conta a necessidade de voltar à legitimidade e parar o apoio americano às forças sírias”.

    A delegação russa chegou à Síria na sexta-feira (23), sendo chefiada por Dmitry Sablin, membro da câmara alta do parlamento russo.

    Mais:

    Especialistas: visita de Assad a Moscou atesta a legitimidade da ofensiva russa na Síria
    Opinião: Intervenção russa vai consolidar transição para pôr fim à guerra civil síria
    Tags:
    operação militar, eleições presidenciais, Bashar Assad, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar