15:02 20 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente russo Vladimir Putin assiste à cerimónia de homenagem da equipa de hóquei russa, 27 de maio de 2014

    Maioria dos russos acredita que Putin é responsável pelo progresso do país

    © AFP 2019 / YURI KADOBNOV
    Mundo
    URL curta
    0 121
    Nos siga no

    A maioria dos russos (68,3%) acredita as transformações realizadas durante a presidência de Vladimir Putin aceleraram o progresso do país. A pesquisa foi realizada pelo Instituto de Ciências Sociais da Rússia.

    "O estudo de 2015 revelou que 68,3% dos entrevistados acreditam que o desenvolvimento do país se acelerou graças às mudanças que ocorreram durante o governo de Vladimir Putin. O índice excedeu os resultados da mesma pesquisa realizada em 2011, quando esse número foi de 47,9%", relatam os sociólogos.

    Além disso, 85,8% dos cidadãos disseram que aprovam as ações do presidente Putin destinadas a preservar a memória histórica e o patrimônio cultural da Rússia.

    Ao mesmo tempo, os russos associam as gestões dos ex-líderes Mikhail Gorbachev e Boris Yeltsin com mudanças que enfraqueceram o Estado e atrasaram o progresso do país.

    A pesquisa foi realizada entre 18 e 24 de Março 2015, com 1.600 entrevistados de 30 regiões do país.

    Uma pesquisa realizada pelo Centro Levada em junho mostrou que a aprovação de Vladimir Putin no país chegava a 89%. Apenas 10% dos entrevistaram reprovaram o governo de Putin, enquanto 1% não respondeu sobre o desempenho presidencial.


    Mais:

    Putin: operação militar na Síria confirma preparo da Rússia para enfrentar ameaças
    Manifestações apoiam operação russa na Síria: “Obrigado, Rússia, obrigado, Putin!”
    Analista norte-americano: EUA precisam desesperadamente de um líder como Vladimir Putin
    Putin: Rússia discute luta contra terrorismo com Israel e países árabes
    Imprensa austríaca: A Europa deveria ser grata a Putin
    Tags:
    população, progresso, pesquisa, popularidade, Centro Levada, Vladimir Putin, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar