19:54 25 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2125
    Nos siga no

    Os Estados Unidos continuarão a desenvolver relações com a oposição moderada na Síria, afirmou o presidente americano, Barack Obama, nesta sexta-feira.

    Segundo Obama, o relacionamento com a oposição contribuirá para que se chegue a uma transição política no país. O governo dos EUA já afirmou em diversas ocasiões que não vê legitimidade na figura do atual presidente sírio, Bashar Assad.

    "Nosso objetivo, mesmo enquanto dobramos nossos esforços contra o Estado Islâmico, é continuar a cultivar relações com uma oposição moderada que pode servir como transição para um novo governo dentro da Síria", afirmou Obama.

    O líder americano disse também que Irã, Rússia, os países do Golfo Pérsico e outras partes interessadas devem contribuir para que seja encontrada uma solução para o conflito na Síria e que haja uma transição política no país.

    "Continuamos no processo de convencer iranianos, russos, turcos e países do Golfo, assim como outras partes interessadas, a se sentarem para reconhecer que precisamos de uma transição política se queremos encerrar a crise humanitária e salvar a estrutura de uma Síria unificada", afirmou Obama.

    Mais:

    Moscou: decisão de Obama não vai mudar situação no Afeganistão
    Obama: milhares de soldados vão morrer no Oriente Médio
    Obama: EUA sabiam dos planos da Rússia de ajudar Assad
    “Putin enrolou Obama como sushi”, diz candidato americano
    Obama demonstra grave falta de conhecimento histórico acerca da Ucrânia
    Tags:
    EUA, Síria, Rússia, Barack Obama, Bashar Assad, Estado Islâmico, oposição, terrorismo, crise humanitária, transição
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar