11:12 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Fragmentos do avião MH17 durante apresntação de relatório na Holanda

    Mídia: Ocidente deveria pedir desculpas pela difamação contra Rússia sobre MH17

    © REUTERS/ Michael Kooren
    Mundo
    URL curta
    30453

    O centro de pesquisa norte-americano Global Research sugeriu em sua recente publicação que a mídia e os políticos do Ocidente deveriam pedir desculpas pela “campanha de difamação contra a Rússia por conta da tragédia do voo MH17 na Ucrânia".

    “Como esperado, o tão aguardado (de julho de 2014 até outubro de 2015) relatório sobre a catástrofe MH17 não apresentou nenhuma única evidência acusando a Rússia ou o presidente russo, Vladimir Putin. Pode ser que aqueles meios de comunicação que acusam a Rússia e o seu presidente poderiam se levantar e apresentar suas desculpas?”, diz a edição. 

    Ainda de acordo com a publicação, “desde o primeiro dia da espera pelo relatório, só restava verificar se ele acusaria a Rússia ou não. Em princípio, ficou claro que não teria nada incriminador contra a Rússia e seus líderes, mas a acusação direcionada a eles começou desde o primeiro dia”. 

    “No que diz respeito à ligação da Rússia com os ‘rebeldes’ em face da população de Donbass, isso é muito fútil. A Grã-Bretanha é responsável por muitos dos terroristas britânicos que lutam na Síria contra o governo democraticamente eleito do Presidente Assad? A mesma pergunta para os Estados Unidos, Austrália e Holanda", acrescenta a Global Research. 

    O avião da Malaysia Airlines que fazia o voo MH17 entre Amsterdã e Kuala Lumpur foi abatido em 17 de julho de 2014, no sudeste da Ucrânia, na região de Donbass. Todas as 298 pessoas a bordo da aeronave morreram no acidente. 

     

    Mais:

    Embaixador: Moscou conseguiu explicar sua posição sobre MH17
    Consórcio russo divulga relatório sobre voo MH17 e refuta versão holandesa
    Opinião: relatório sobre MH17 deixa espaço à imaginação
    Assista AO VIVO à apresentação da versão holandesa da queda do MH17 no leste da Ucrânia
    Embaixador: Austrália exige não politizar relatório do MH17
    Tags:
    mídia, relatório, tragédia, MH17, EUA, Ucrânia, Ocidente, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik