07:16 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Curdos com bandeiras do PKK em Istambul, Turquia

    Rússia nega fornecimento de armas aos curdos

    © AP Photo/ Ibrahim Usta
    Mundo
    URL curta
    124

    O representante oficial do presidente da Rússia para o Oriente Médio e países da África, Mikhail Bogdanov, declarou que a Rússia não fornece armas aos curdos sírios.

    "Não, é claro", disse ele a jornalistas. Segundo ele, as autoridades russas não possuem informações sobre o fornecimento de armas aos curdos. 

    Anteriormente, foi informado que os embaixadores dos Estados Unidos e da Rússia foram chamados à chancelaria da Turquia para explicações sobre o possível fornecimento de armas aos curdos sírios.

    O vice-ministro das relações exteriores da Rússia, Aleksei Meshkov, no entanto não confirmou tal informação.   

    Foi noticiado também que o chanceler russo, Sergei Lavrov, havia declarado que o apoio técnico-militar aos curdos do Iraque ocorre somente através de um acordo com Bagdá.

    A preocupação da Turquia sobre o possível fornecimento de armas aos curdos tem origem no conflito armado que acontece entre a Turquia e vários grupos rebeldes curdos, que têm exigido a separação da Turquia para a criação de um Curdistão independente, ou a obtenção de maior autonomia e direitos políticos e culturais para os curdos em território turco. O principal grupo rebelde é o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) que é considerado uma organização terrorista pela Turquia. 


    Mais:

    Turquia está preocupada porque outros países podem cooperar com curdos
    Quem, afinal, está por trás do atentado na Turquia? (E o que a Rússia tem a ver com isso)
    Turquia pode entrar na luta contra Estado Islâmico
    Turquia convoca embaixadores e adverte Rússia e EUA contra apoio aos curdos na Síria
    Turquia disposta a discutir guerra na Síria com Rússia e Irã
    Tags:
    fornecimento, armas, Mikhail Bogdanov, Curdistão sírio, Turquia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik