03:28 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Delcy Rodríguez, ministra das Relações Exteriores da Venezuela, durante a reunião da Comissão Interparlamentar russo-venezuelana em 26 de maio de 2015.

    Chanceler da Venezuela chama opinião de John Kerry sobre democracia venezuelana de amoral

    © Sputnik/ Sergei Mamontov
    Mundo
    URL curta
    0 465133

    A ministra das Relações Exteriores da Venezuela, Delcy Rodríguez, rechaçou com veemência, na segunda-feira (5) as palavras do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, sobre a democracia e o processo eleitoral venezuelano. Pelo Twitter, ela classificou a declaração como “amoral”.

    O chanceler dos EUA disse no mesmo dia que a Venezuela era um exemplo de “democracia imperfeita”. Rodríguez afirmou que isto não tem fundamento e destacou que os norte-americanos “têm muito a aprender com o sistema eleitoral venezuelano”.

    Ela afirmou que o registro eleitoral norte-americano é baseado na discriminação e questionou a lisura dos pleitos naquele país. “Quem audita os resultados das eleições nos EUA? Não existe um processo de verificação em qualquer fase do processo eleitoral.”

    A Venezuela elegerá no dia 6 de dezembro os 167 da Assembleia Nacional. Mais de 19 milhões de venezuelanos estão aptos a votar.

    Tags:
    processo eleitoral, auditoria, amoral, eleição, parlamento, opinião, democracia, Assembleia Nacional da Venezuela, Twitter, Delcy Rodríguez, John Kerry, Venezuela, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik