14:17 21 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira da Palestina hasteada na ONU.

    Bandeira da Palestina é hasteada pela primeira vez na ONU

    © REUTERS / Andrew Kelly
    Mundo
    URL curta
    291
    Nos siga no

    Autoridades e diplomatas palestinos aplaudiram um ato que entrará para a história na quarta-feira (30). Pela primeira vez, a bandeira da Palestina foi hasteada nas Nações Unidas. A cerimônia foi prestigiada pelo líder do país, Mahmoud Abbas, que pouco depois discursou na 70ª Assembleia Geral da ONU.

    “30 de setembro será o Dia da Bandeira da Palestina”, anunciou Abbas.

    Em sua fala no organismo, porém, o tom não foi de festa e mostrou as dificuldades para se alcançar a paz com os israelenses. Ele chegou a dizer que a Autoridade Nacional Palestina (ANP) abandonará legalmente os acordos assinados com Israel no Tratado de Oslo, de 1993, que constituíram a organização nos territórios palestinos e preveem a solução de dois Estados.

    Abbas afirmou que a situação é insustentável e acusou Tel Aviv de destruir as fundações dos acordos políticos e de segurança. Ele pediu proteção internacional contra Israel e disse que ou se persegue a paz e a solução dos dois Estados ou se encoraja o extremismo na região.

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, reagiu ao discurso de Abbas. Segundo o premiê, o pronunciamento foi “enganoso” e “provocador”. Ele acusou o líder palestino de incitar a destruição do Oriente Médio com sua fala.

    Tags:
    proteção, paz, hasteamento, bandeira, pronunciamento, discurso, acordos, Tratado de Oslo, Nações Unidas, Assembleia Geral da ONU, ONU, Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, Benjamin Netanyahu, Oslo, Tel Aviv, Oriente Médio, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar