14:52 19 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Ucrânia: campo de batalha (285)
    0 101
    Nos siga no

    Participantes do Grupo de Contato na Ucrânia, conseguiram, nesta terça-feira, um acordo para a retirada de tanques e armas de calibre inferior a 100-mm de linha de contato entre as forças de Kiev e as milícias de Donbass.

    A retirada será feita em duas etapas e durará 41 dias. O processo será iniciado com a saída dos tanques, informou o enviado da OSCE para a Ucrânia, Martin Sajdik. Ele explicou que o acordo prevê a retirada de tanques, artilharia de calibre até 100-mm e morteiros de calibre até 120-mm. Todos armamentos precisarão ser levados para uma distância de 15 quilômetros da linha de separação no prazo de 41 dias.

    O diplomata informou também que a retirada começará na autoproclamada República Popular de Lugansk, dois dias depois de um regime de cessar-fogo completo for estabelecido. Os tanques serão retirados primeiro. Artilharia e morteiros deixarão a zona de conflito na sequência.

    “A retirada começará ao longo da linha de contato no território da República Popular de Lugansk. O terreno não cobre todo nosso território, mas apenas uma parte de nossa linha de contato. Temos 17 dias nesse primeiro estágio. Todo o resto, tanto no território de Lugansk como ao longo da linha de contato da República Popular de Donetsk, deve durar 41 dias”, explicou aos jornalistas Vladislav Deinego, enviado de Lugansk às negociações do Grupo de Contato.

    Tema:
    Ucrânia: campo de batalha (285)

    Mais:

    Ucrânia pede restrição do direito de veto no Conselho de Segurança da ONU
    Holandeses contestam acordo de associação entre União Europeia e Ucrânia
    Ex-premiê da Ucrânia: declarações de Poroshenko na ONU foram completamente falsas
    Presidente da Ucrânia: Conselho de Segurança da ONU é ineficaz
    Chanceleres da Rússia e EUA discutirão Síria e Ucrânia
    Tags:
    acordo, linha de contato, armas, retirada, OSCE, Grupo de Contato, Kiev, Lugansk, Donetsk, Ucrânia, Donbass
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar