23:32 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Ponto de controle na fronteira entre a Rússia e Estônia

    Estônia e Rússia demarcam fronteira no meio de exercícios estoniano-estadunidenses

    © AFP 2017/ ALEXANDER DROZDOV
    Mundo
    URL curta
    0 1734023

    A Rússia e a Estônia iniciarão em breve o processo de ratificação do acordo de delimitação de fronteiras, afirmaram os chefes da diplomacia russa e estoniana Sergei Lavrov e Marina Kaljurand durante a sua reunião nas margens da sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York.

    “O ministro das Relações Exteriores Kaljurand disse ao seu colega russo que o governo estoniano submeterá para ratificação do parlamento o acordo sobre a demarcação da fronteira. Segundo Lavrov, a Duma de Estado russa também pretende ratificar este documento proximamente. Além disso, as partes discutiram outros acordos, inclusive referentes aos imóveis diplomáticos, aos cemitérios militares e à atuação em situações de emergência”, diz-se no comunicado do Ministério de Relações Exteriores estoniano. 

    Em 18 de fevereiro do ano passado os chefes da diplomacia russa e estoniana Sergei Lavrov e Urmas Paet assinaram o acordo de delimitação da fronteira nacional entre a Rússia e Estónia e demarcação do espaço marítimo no golfo da Finlândia e na Baía de Narva. 

    Inicialmente este documento foi assinado em 2005. No processo de ratificação, Tallin incluiu unilateralmente no documento um preâmbulo que mencionava o tratado de paz de Tartu de 1920, concluído entre a União Soviética e Estônia e que já não vigorava. Moscou considerou isso como uma oportunidade de apresentar à Rússia reclamações territoriais no futuro e retirou a sua assinatura do acordo. 

    O projeto do acordo de delimitação das fronteiras passou a primeira leitura no parlamento estoniano em abril do ano passado. Entretanto, um pouco depois, a composição do parlamento mudou em resultado das eleições na Estônia e foi formado um novo governo. Por isso o processo de ratificação dever ser realizado desde o início uma vez mais. 

    Ao mesmo tempo, continuam os exercícios militares conjuntos da Estônia e EUA. Segundo o Estado Maior das Forças Armadas da Estônia, aviões de assalto estadunidenses A-10 Thunderbolt II realizarão voos sobre o território do país báltico durante uma semana. “Até 4 aviões de assalto ao mesmo tempo voarão no espaço aéreo da Estônia, uma parte dos voos será realizada a baixas altitudes”, diz-se no comunicado.

    Vale lembrar que os oito aviões de combate estadunidenses chegaram à base aérea de Amari, que fica perto de Tallin, para participar dos exercícios conjuntos. Segundo militares estonianos, estes exercícios vão dar a oportunidade de testar as capacidades da Força Aérea estoniana em colaboração com os aviões estadunidenses.

    Tags:
    tratado, fronteira, exercícios militares, Sergei Lavrov, EUA, Rússia, Estônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik