17:01 20 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Coluna de refugiados atravessa fronteira entre Sérvia e Hungria

    Nações Unidas: Proposta da União Europeia para os refugiados não resolverá o problema

    © Sputnik / Ana Otasevic
    Mundo
    URL curta
    0 22

    O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) alertou nesta terça-feira (22) que a proposta da União Europeia para assentar 120 mil refugiados não alcançará sucesso. O órgão destacou que seria necessária a criação de instalações para receber dezenas de milhares de pessoas a qualquer hora.

    “Neste estágio da crise, um programa de relocação sozinho não vai ser suficiente”, afirmou a porta-voz do ACNUR, Melissa Fleming.

    No entanto, o órgão pediu aos líderes europeus para apoiarem a proposta para 120 mil refugiados de forma emergencial. O ACNUR destacou, porém, que este número representa apenas 20 dias da média diária de seis mil pessoas chegando ao continente fugindo dos conflitos internos na Ásia e na África.

    Os ministros do Interior da União Europeia se reunirão nesta terça-feira (22), em Bruxelas, para chegar a um consenso sobre a distribuição dos refugiados. A proposta de 120 mil, além de criticada pela ACNUR, foi rechaçada por alguns países. Um Conselho Europeu extraordinário com Chefes de Estado e de Governo está marcado para a quarta-feira (23) para debater a questão.

    Um sistema de cotas obrigatório não deverá ser implantado, uma vez que países como Hungria, Polônia, Eslováquia e República Tcheca descartaram a hipótese.

    Tags:
    cota, distribuição, relocação, assentamento, proposta, crítica, refugiados, ACNUR, Nações Unidas, Conselho Europeu, ONU, Melissa Fleming, Ásia, Polônia, Hungria, Eslováquia, Bruxelas, República Tcheca, União Europeia, África
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar