19:04 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Projeto de lei em análise na Câmara dos Deputados propõe isenção por um período de dois anos, prorrogáveis por mais dois, a empresas de tecnologia com receita trimestral de até R$ 60 mil e no máximo quatro empregados

    Obama: Rússia e China estão prestes a ultrapassar os EUA em segurança cibernética

    © AFP 2019 / ALAIN JOCARD
    Mundo
    URL curta
    1624
    Nos siga no

    O presidente dos EUA Barack Obama fez um apelo à comunidade mundial para acelerar a regulação da área de segurança cibernética através de acordos internacionais, alegando que que todos os países estão envolvidos nesse processo e que a Rússia e a China já estão quase ultrapassando os EUA nesse setor.

    "Estamos preparando uma série de medidas que deixarão claro para a China que nós não estamos apenas chateados, mas que isso pode afetar as relações entre os dois países. Mas o objetivo é de fechar acordos intergovernamentais de longo prazo, a exemplo do que fizemos com as armas nucleares" – disse Obama.

    Nas palavras do presidente norte-americano, já não se pode ficar alheio a essa questão, porque todos os países estão hoje implicados em processos cibernéticos, "e os russos e os chineses estão próximos de nos ultrapassar [os EUA]".

    Sanções, sanções quentes!
    © Sputnik / Vitali Podvitski
    Anteriormente o porta-voz da Casa Branca Josh Ernest havia informado que o presidente dos EUA discutiria questões de segurança cibernética com o presidente chinês Xi Jinping, no âmbito de sua visita a Washington.

    A mídia norte-americana também já chegou a informar que uma série de empreses chinesas poderiam sofrer sanções por parte dos EUA, antes, inclusive, da visita de Xi Jinping, apesar das possíveis consequências disso para a relações entre China e EUA. Washington suspeita que essas empresas, cujos nomes não foram revelados, estejam envolvidas em ataques cibernéticos e espionagem contra empresas norte-americanas. As acusações, no entanto, foram peremptoriamente negadas por Pequim.

    Mais:

    Presidente chinês pode cancelar visita aos EUA
    Tags:
    segurança cibernética, Xi Jinping, Barack Obama, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar