19:15 21 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Bandeiras da Rússia e da União Europeia

    União Europeia prorroga sanções contra indivíduos da Rússia e Ucrânia

    © Sputnik / Vladimir Sergeev
    Mundo
    URL curta
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (179)
    0 18

    O Conselho da União Europeia aprovou a prorrogação até março de 2016 das sanções aplicadas a pessoas físicas e jurídicas da Rússia e da Ucrânia acusadas pela UE de minar a integridade territorial e a soberania da Ucrânia.

    A informação foi oficialmente divulgada nesta segunda-feira, 14, pelo serviço de imprensa do Conselho da UE.

    As sanções, programadas para entrar em vigor a partir de 15 de setembro, impõem o congelamento de bens e a proibição de entrada em território da UE a 149 pessoas físicas e 37 pessoas jurídicas da Rússia e da Ucrânia.

    A União Europeia introduziu sanções individuais em março de 2014, expandindo essa lista em diversas ocasiões desde então, e prolongando a sua validade em 15 de março de 2015 até o dia 15 de setembro do mesmo ano. A relação inclui, entre outros, algumas autoridades oficiais da Rússia, representantes das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk e Lugansk.

    Além dessa lista, sob o pretexto de a Rússia estar envolvida no conflito interno da Ucrânia, a UE também aplicou sanções contra setores inteiros da economia russa, como o bancário, de energia e de defesa. Em resposta às sanções ocidentais, Moscou impôs uma proibição de um ano sobre a importação de certos alimentos dos países que lhe impuseram restrições.

    O Kremlin tem repetidamente negado qualquer envolvimento na crise interna da Ucrânia e qualifica a linguagem das sanções como contraproducente.

    Tema:
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (179)

    Mais:

    Representantes permanentes da UE decidem prolongar novamente as sanções anti-Rússia
    Merkel: UE não pode levantar sanções mas aspira a cooperar com Rússia
    Kremlin: novas sanções contra a Rússia não ficarão sem resposta
    Tags:
    guerra de sanções, sanções, Conselho da UE, Rússia, União Europeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik